Após vários acidentes e reclamação de moradores, empresa refaz “super quebra-molas” de Águia Branca

Um “super quebra-molas” construído em Águia Branca gerou muita polêmica no último fim de semana. Após vários acidentes no local, moradores foram para as redes sociais e reclamaram muito, até que a empresa responsável pela obra teve que reconstruir o quebra-molas.

Um motociclista teve várias escoriações pelo corpo. Ele foi socorrido e conduzido para o Hospital Dra. Alceu Melgaço Filho, em Barra de São Francisco.

O quebra-molas foi construído na ES 080, próximo ao Posto Capácio, na saída de Águia Branca para Colatina.

Após protesto de moradores, a prefeitura teve que pedir que a obra fosse refeita.

Na manhã desta segunda-feira (18), a empresa responsável pela realização da obra iniciou os serviços para o rebaixamento do referido quebra-molas.

Redes Sociais

Entre inúmeras reclamações de moradores nas redes sociais, uma chamou a atenção dos internautas e foi comentada e compartilhada várias vezes.

Larissa De Lazari fez o seguinte comentário

Eu não sou de fazer desabafos nas redes sociais, mas depois de tantos acidentes que tem acontecido devido a obras Municipais, venho aqui fazer meu desabafo contra a Prefeitura Municipal De Águia Branca e contra a empresa contratada responsável pelas obras do Portal, ciclovia e do quebra-mola. Pra começar gostaria de saber se o engenheiro responsável visita a obra e se ele faltou nas aulas de dimensionamento de quebra molas, rampas e obras parecidas e se ele faltou nas aulas de sinalização, já que a sinalização no novo quebra mola está falha e no portal só sinalizaram depois de ter acontecido acidentes. Já aconteceram inúmeros acidentes com esse quebra mola mal feito que construíram perto da cada do Luís Carlos, vão esperar algum morrer pra concertar ?? Se o intuito é diminuir a velocidades dos veículos pq não um radar e uma faixa de pedestres ? Sinceramente, é muita falta de respeito e de responsabilidade da empresa responsável e da prefeitura que não possui uma equipe qualificada de engenharia pra fiscalizar as obras do município. Não basta entregar obra, não basta construir e mostrar serviço, é preciso responsabilidade do início ao fim, fiscalizando, verificando projetos, conferindo a mão de obra, pq notavelmente quem trabalha na obra não é qualificado. É revoltante ver que a segurança nas obras não é levado a sério, principalmente pq sou engenheira, estudei e percebo os erros grosseiros que vejo por aí, enfim, espero que providências sejam tomadas, pq tenho certeza que não é só eu que estou reclamando e insatisfeita.

Piada na internet

A situação também virou piada na internet. Vários internautas compartilharam imagens de um quebra-molas gigante fazendo menção ao construído em Águia Branca.

A imagem foi compartilhada milhares de vezes.

Quebra-molas

Cabe salientar que ondulações transversais, mais conhecidas como “quebra-molas” ou “redutores de velocidade” ou ainda “lombadas”, foram proibidas pelo atual Código de Trânsito Brasileiro, Lei 9.503-97, em seu artigo 94.

Mesmo nas exceções, os quebra-molas têm que obedecer aos padrões e critérios, que estão definidos na Resolução do CONTRAN para quebra-molas do “Tipo I” (nas cidades) e “Tipo II” (nas rodovias).

Nas cidades (Tipo I), devem ter comprimento mínimo de 1,50 m (um metro e meio) e altura máxima de 0,08 m (oito centímetros). Nas rodovias (Tipo II), devem ter comprimento mínimo de 3,70 m (três metros e setenta centímetros) e altura máxima de 0,10 m (dez centímetros).

As lombadas físicas, quebra-molas é um retrocesso e pode causar acidentes graves.

Super quebra-molas de Águia Branca virou piada na internet