Criança morre em acidente próximo ao pesque e pague

Um grave acidente foi registrado na manhã deste sábado, 25 de agosto de 2018, na Rodovia ES-320, que liga Barra de São Francisco a Ecoporanga. O acidente foi pouco antes das 9h, em uma curva, próximo ao Pesque e Pague fazenda Paraíso.

Uma caminhonete S10, com placas PPP-3544, de Ecoporanga e que era conduzida pelo Consultor de Vendas Lucas Fianco Machado, bateu em um veículo Gol G4, de cor preta, onde estavam quatro pessoas. Segundo testemunhas, outra pessoa estava com Lucas no carro, mas evadiu-se do local antes da chegada do Corpo de Bombeiros.

Uma mulher, identificada como Neuza de Almeida, estava de carona no carro com dois filhos, uma menina Thayla Vitória, de 8 anos, e um menino Ítalo Daniel, de 11 anos.

O corpo de Bombeiros chegou rápido ao local e socorreu as vítimas. Neuza teve ferimentos e está sob observação médica no Hospital Dr. Alceu Melgaço, em Barra de São Francisco.

A menina teve ferimentos na cabeça e seu estado de saúde é gravíssimo, com múltiplas fraturas e suspeita de traumatismo cranioencefálico. O menino morreu antes de dar entrada no hospital.

O motorista do Gol, Ronaldo, ficou preso às ferragens e foi retirado já sem vida.

Os ocupantes do gol, segundo os bombeiros, estavam sem cinto de segurança. Segundo informações, um helicóptero do Notaer está se dirigindo para Barra de São Francisco para transferir Thayla para um hospital em Vitória.

Helicóptero vai transferir menina Thaylla de Barra de São Francisco para Vitória

Helicóptero saindo de Vitória para Barra de São Francisco

Um helicóptero saiu de Vitória na tarde deste sábado, com destino a Barra de São Francisco, para buscar a criança Thaylla Vitória Almeida da Silva, 8 anos de idade, para o Hospital Infantil de Vitória. Thaylla sofreu um grave acidente na manhã deste sábado, na rodovia que liga Barra de São Francisco a Ecoporanga.

Segundo informações obtidas no hospital, o médico Dr. Roberto Jório, pediatra de plantão, fez contato com a equipe médica do hospital Infantil de Vitória, e logo após, o diretor Administrativo Lucas Franch Paigel, fez contato com a equipe de governo para providenciar a remoção aérea..

Fonte: SiteBarra