De Mantenópolis para o Brasil: Zagueiro-artilheiro Brunno Lima acaba com a festa do Vasco

A vitória da Cabofriense por 2 a 0 em cima do Vasco, na tarde do último domingo, no Kleber Andrade, teve vários sentimentos para um jogador em especial. Camisa 3 e capitão do time de Cabo Frio, o zagueiro Brunno Lima é capixaba e ainda marcou um gol, de cabeça, que selou o triunfo no estádio Kleber Andrade. Este foi o terceiro gol em quatro jogos do zagueiro-artilheiro nesta Taça Rio.

É um número bom para um zagueiro que não tem uma estatura tão alta. Já sofri muito preconceito por conta da minha altura (1,82m). Fazer mais um gol de cabeça, sair vitorioso contra o Vasco, um time grande, e virar líder do nosso grupo… isso tudo é muito importante”, disse o jogador de 23 anos, que tem sido um dos destaques do time de Valdir Bigode desde a Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca.

Brunno Lima, zagueiro capixaba da CabofrienseFoto: Fernando Madeira

Natural de Mantenópolis, região Noroeste, Brunno Lima teve até caravana com 50 pessoas e uma faixa da família e amigos na arquibancada. Esta foi a segunda vez que ele jogou no Espírito Santo.

Já joguei aqui em 2016, pelo Audax. Enfrentei o Espírito Santo, pela Série D. Viemos hoje (ontem) com a intenção de pontuar, então uma vitória seria a consequência de um bom trabalho. E deu certo. Vencemos o Vasco, um time de tradição e que era a equipe a ser batida neste Carioca. Fiquei muito feliz”, finalizou Brunno Lima.

A família do zagueiro Brunno Lima esteve no estádio Kleber AndradeFoto: Richard Pinheiro