Integrantes de quadrilha especializada em roubo a bancos são presos no Espírito Santo e no RJ

Oito suspeitos de integrarem uma organização criminosa que arrombava cofres de bancos foram presos no Espírito Santo e no Rio de Janeiro em uma operação conjunta da Polícia Civil com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

No estado, as seis prisões foram realizadas em Cariacica, na Grande Vitória. Já no Rio de Janeiro, duas prisões foram feitas em Campos dos Goytacazes.

De acordo com o delegado Gabriel Monteiro, titular da Divisão Especializada de Investigações Criminais (DEIC) e responsável pelas investigações, essa é a maior quadrilha especializada neste tipo de crime em ação no Espírito Santo.

“É uma quadrilha especializada. Temos informação aqui na nossa delegacia de outros crimes que eles são suspeitos e há várias passagens por crimes dessa natureza. Essa foi a maior prisão da história do Espírito Santo em relação ao roubo a banco”, disse o delegado.

Segundo a Polícia Civil, os suspeitos presos são de São Paulo, Minas Gerais e Santa Catarina. A quadrilha pode estar envolvida em outros crimes ocorridos no Espírito Santo e também é suspeita de assaltar bancos em outros estados, como Goiás e Mato Grosso do Sul.

Os nomes dos oito presos não foram divulgados pela Polícia Civil.

O delegado Gabriel Monteiro explicou que a investigação teve início após uma igreja ter sido invadida pelos criminosos em Terra Vermelha, em Vila Velha, na madrugada de 24 de novembro. O objetivo dos criminosos era conseguir acessar uma agência bancária.

Na ocasião, os criminosos não conseguiram levar dinheiro, mas danificaram o banco e roubaram as armas dos vigilantes.

“Eles arrebentaram a parede da igreja e furaram a parede do banco. Eles têm materiais específicos para isso e tentaram cortar o cofre, pois tinham informação que havia dinheiro no banco. Não conseguindo, eles furtaram as armas dos vigilantes, que ficavam em uma sala. Eles danificaram o banco todo por dentro. Não levaram dinheiro, mas causaram um grande prejuízo”, detalhou o delegado.

No mesmo dia do crime, a polícia chegou a uma casa no bairro Nova Brasília, em Cariacica, onde foram presas duas pessoas. Também foi localizado o carro usado na invasão de Terra Vermelha e materiais utilizados pela organização criminosa.

Algumas horas depois, em um hotel de Cariacica, outros três integrantes da quadrilha foram presos. Com eles também foram apreendidos vários materiais utilizados nos crimes.

Um outro assaltante foi preso dentro do ônibus quando tentava fugir para São Paulo. Os policiais encontraram com ele um macaco hidráulico usado em um dos crimes.

Outros dois foram presos em Campos dos Goytacazes, no do Rio de Janeiro, após um trabalho em conjunto com a PRF.

Todos os oito presos foram autuados em flagrante por furto qualificado, associação criminosa e comercialização de arma de fogo. Após passarem por audiência de custódia, as prisões em flagrante foram convertidas em prisão preventiva e eles permanecem presos.

“Eles estavam utilizando a rodovia para fuga e o monitoramento contribuiu para que todos da quadrilha fossem presos”, disse o inspetor Valdo Lemos da PRF.

Integrantes de quadrilha especializada em roubo a bancos foi presa no ES

Integrantes de quadrilha especializada em roubo a bancos foi presa no ES