Produtores de café de Águia Branca, São Gabriel e Vila Pavão recebem Comenda Dário Martinelli » SiteBarra

A história do “visionário” capixaba que dá nome à honraria e a sua importância para a expansão da espécie conilon no ES permearam discursos em sessão solene

Sessão solene homenageou pessoas envolvidas na cadeia produtiva do café / Foto: Tonico

Mais de 80 mil famílias no Espírito Santo têm a cafeicultura de conilon como principal atividade. E, de acordo com a deputada Raquel Lessa (Pros), isso se dá graças ao trabalho de Dário Martinelli, considerado o “pai” do café conilon no Estado.

A história do café conilon capixaba se confunde com a biografia do senhor Dário Martinelli. Ele adotou o conilon como causa, desde quando era prefeito em São Gabriel da Palha, nos anos 70, em pleno êxodo rural devido ao Programa de Erradicação do Café”, contou a deputada durante a sessão solene que concedeu a Comenda do Mérito Dário Martinelli a pessoas envolvidas na cadeia produtiva do café, nesta quarta-feira (13), na Assembleia Legislativa (Ales). A Comenda foi criada no ano passado.

“Visionário, Dário adquiriu sementes de uma lavoura remanescente e formou o primeiro viveiro de mudas desse café, colhendo e enviando 40 quilos de semente para outros municípios, doando mudas a produtores e iniciando uma campanha de conscientização”, completou a parlamentar.

Trinta convidados foram os homenageados, entre eles o produtor rural Joacir Ferreira da Fonseca, do município de Águia Branca. Joacir é referência na área de consultoria técnica agropecuária e foi consultor federal do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf). Ele foi mais um que quis honrar a memória de Dário Martinelli, que morreu aos 85 anos, em setembro de 2015.

Confira fotos da sessão solene

“Ele era um homem simples, humilde, e um visionário, que nunca se curvou às problemáticas, não só da agricultura, mas de tudo o que aconteceu na vida dele. Transformou a vida de muitos com políticas públicas de qualidade, e sempre frisou que nunca fez sozinho, e sim com parcerias. Nós estamos honrados de ser homenageados com essa comenda, que deveria se chamar Comenda Dário Café Conilon Martinelli”, comemora.

Representando o secretário de Estado de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), Paulo Foletto, estava o subsecretário Michel Tesh. De acordo com ele, o Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBPA) referente ao café, no Estado, gera R$ 5 bilhões. “Nós estamos falando de um único produto da atividade capixaba que apresenta esse valor. É uma expressividade grande, bem distribuída por 130 mil famílias, considerando conilon e arábica”, afirma o subsecretário.

O diretor-presidente do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), Antonio Carlos Machado, destacou que o café está enraizado no capixaba. “É, para nós, um orgulho sermos referência nacional e mundial na cafeicultura, não só pela produção, mas pelo tipo de café, pela qualidade, tanto do conilon quanto do arábica”, ressaltou.

Participaram do evento prefeitos, vereadores e produtores de dez municípios capixabas. No início da sessão, houve um café da tarde, com degustação de café, e apresentação do cantor sertanejo Conrado Rangel.

Confira a lista de todos os homenageados

  • Paulo Roberto Foletto (Seag) – representado por Michel Tesh
  • Antônio Carlos Machado (Incaper)
  • Adeilson José Lorencini (Vila Valério)
  • Adenilson Ferreira dos Santos (Vila Pavão)
  • Advaldo Antônio Zotelle (São Gabriel da Palha)
  • Ângela Maria Risse Boecker (São Gabriel da Palha)
  • Antônio Lima De Andrade (São Gabriel da Palha)
  • Áurea Drago Mantovanelli (Marilândia)
  • Carlos Schwartz (Pancas)
  • David Kipert Nascimento (Vila Valério)
  • Elmir Ton (São Gabriel da Palha)
  • Eugênio Quiuqui (Águia Branca)
  • Flávio Bastianello (Nova Venécia)
  • Frederico Scharamm Filho (Governador Lindenberg)
  • Gervásio Camata (Marilândia)
  • Ildevar Prando (Governador Lindenberg)
  • Joacir Ferreira Da Fonseca (Águia Branca)
  • João Colombi Neto (São Gabriel da Palha)
  • José Alves De Matos (Marilândia)
  • Lindemar Sarter (Vila Pavão)
  • Mário Tadeu Andréa (São Gabriel da Palha)
  • Mateus Merlin Lourenço (Nova Venécia)
  • Onivaldo Lorenzoni (São Gabriel da Palha)
  • Paulo Roberto Alves Roberti (Vila Valério)
  • Paulo Sérgio Volpi (Marilândia)
  • Rodrigo Márcio Rigo (São Gabriel da Palha)
  • Ronan Roque Fortuna (São Domingos do Norte)
  • Tiago Dos Santos (Alto Rio Novo)
  • Valdeir Geraldo Delazari (Águia Branca)
  • Waldir Feroni Júnior (São Domingos do Norte)